Movimento é a primeira reação à oferta adicional de US$ 20 bilhões no mercado pelo Banco Central 

Karla Spotorno, O Estado de S.Paulo

08 Junho 2018 | 10h05

O dólar abriu em queda ante o real nos segmentos à vista e futuro e opera a R$ 3,80. O movimento é a primeira reação à oferta adicional de US$ 20 bilhões ao mercado pelo Banco Central (BC) e também à firme disposição da autoridade monetária de conter a volatilidade no mercado, que aproximou ontem a moeda americana dos R$ 4.

Imediatamente após o anúncio de leilão hoje de 60 mil contratos de swap cambial no sistema do Banco Central (BC), uma forte variação de queda no mercado futuro fez a B3 colocar em leilão o contrato para julho do dólar. Ao oscilar dos R$ 3,832 para R$ 3,809, o contrato entrou em leilão às 10h10 e voltou a ser negociado normalmente por volta das 10h13. Nesse intervalo, o dólar à vista marcou mínima aos R$ 3,7917 em queda de 3,14%. A desvalorização do dólar desde o início dos negócios é uma reação à injeção bilionária e adicional de swaps cambiais. Às 10h24, o dólar à vista caía 2,95% aos R$ 3,8002. O dólar para julho recuava 2,66% aos R$ 3,808

+ Moeda americana passa de R$ 4,30 para o turista

Dólar 4X1
Moeda americana está oscilando no patamar dos 3,90 reais.  Foto: Fabio Motta/Estadão

O movimento contraria o fortalecimento global da divisa americana tanto em relação a moedas de economias desenvolvidas (exceto o iene japonês) quanto em comparação às emergentes, o que poderá vir a gerar pressão de alta da divisa dos EUA ante o real. A valorização vista globalmente antecede uma série de eventos importantes, que a reunião do G-7 hoje e amanhã, as reuniões de política monetária do Fed e do BCE na próxima semana e também o aguardado encontro entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, em Cingapura.

+ Entenda a alta do dólar

Em nota hoje cedo, o Banco Central esclareceu que “o montante de US$ 20 bilhões em contratos de swap a serem ofertados ao longo da próxima semana são adicionais aos montantes de US$ 750 milhões que vêm sendo oferecidos diariamente nos leilões de swaps”. Assim, conforme o BC, “o montante total de swaps ofertados até o dia 15 de junho será, salvo intervenções adicionais, de US$ 24,5 bilhões”.

 

By | 2018-06-08T11:38:02+00:00 junho 8th, 2018|Uncategorized|